LORIGA

Nasci numa pequena terra chamada Loriga, situada a 770 m de altitude na Beira alta ao meio da maravilhosa e luzente Serra da Estrela. É uma localidade muito pitoresca, situada num vale e circundada de montanhas que encantam os nossos olhos pela a sua beleza tanto ela é rara: coberta de pinheiros, salpicada de castanheiros, mimosas, giestas, urzes e outras plantas serranas. Uma fauna e flora espectaculares!

sábado, 5 de dezembro de 2009

Estátua no cantinho

Estátua numa rua de Loriga
Mulher

A mulher estátua
não tem moedas
na sua caixinha prateada
A mulher estátua
olha de olhos abertos
quem a ignora
A mulher estátua
com seu vestidinho prateado
olha a chuva à sua volta
A mulher estátua
quer deixar de ser estátua
e não sei se é chuva
se são lágrimas
as gotas que crescem
nos seus olhos
A mulher estátua
aperta os olhos com força
como quem diz adeus
à mulher estátua
Segura no seu banquinho
debaixo do braço
e diz adeus à vida dos outros

Poema de Orlando Jorge Figueiredo

1 comentário:

orlando disse...

olá!
gostei de ver o meu poema inserido neste pequeno mundo virtual cheio de ternura...
bjs
orlando jorge figueiredo